Menu Ouça ao vivo

Fechar

  • O Grupo
  • Anuncie
  • Contato
  • Grêmio/Imortal

    Tricolor prova a fama de “imortal”

    O tricolor prova a fama de “imortal”, equipe aguerrida, camisa pesada, copeiro, time que não desiste, que não se entrega até o apito final. Num confronto dificílimo, saiu vencendo o Estudiantes aos seis minutos, aos oito sofreu empate, martelou todo primeiro tempo tentado rodar a bola, mas sem muita eficiência para adentrar a área dos argentinos. No segundo tempo o Grêmio continuava dominando (posse 70/30), tentava jogar mas tinha no Estudiantes um adversário que só queria se defender, fechadinho, jogando pelo empate.

    O tricolor trocava muitos passes como de costume e também usava de muitos cruzamentos para a área, sempre encontrando bem postada a zaga “hermana”. Conseguiu algumas oportunidades, principal com Jael incrivelmente perdida. De tanto martelar o prêmio veio aos 47 minutos com Alisson, 2x1, justo. Nos pênaltis, eficiência máxima do Grêmio e um erro do Estudiantes. Passou o imortal.

    GRÊMIO X BOTAFOGO

    No brasileiro, o tricolor venceu o Botafogo de forma sensacional, 4 a 0. Guardados as devidas deficiências do alvinegro carioca, o tricolor gaúcho foi extremamente superior, criando muitas chances de gol. Jael “o cruel”, batendo pênalti com “cavadinha”, fazendo outro gol vencendo dois zagueiros, finalizando noutra oportunidade com bola no travessão e com alguns passes de efeito, deu show.

    INTER

    O colorado jogou pelo empate e conseguiu. Até teve uma grande oportunidade no primeiro tempo, com chute forte de Potker acertando travessão, mas foi só. O Cruzeiro buscou mais a vitória, porém as chances que criava para finalizar a gol não eram tão perigosas e paravam na boa colocação e atuação do goleiro Marcelo Lomba. No final com empate o Inter se manteve em segundo no brasileiro há três pontos do líder São Paulo. Agora tem Gre-Nal no próximo domingo no Beira-Rio. Campeonato à parte.

    ACBF

    No domingo, 2 de setembro, em Bangkok, na Tailândia teve a final do Mundial De Clubes Futsal/Fifa. Após ter vencido na semifinal o Barcelona a equipe gaúcha da ACBF foi a quadra e buscava o tetra mundial, mas teve no Magnus Sorocaba um adversário muito organizado e eficiente. No fim, Magnus 2 a 0 ACBF. Bicampeonato mundial para os paulistas.

    Elver Antonio Vargas