Menu

30°

Palmitinho - RS
36° max
20° min

Fechar

30°

Palmitinho - RS
36° max
20° min
  • O Grupo
  • Anuncie
  • Contato
  • Coordenadora Regional de Saúde chama atenção para baixa adesão de vacinação

    A coordenadora da 2ª Coordenadoria Regional de Saúde, Marly Vendruscolo, em entrevista ao programa Manhã News desta terça-feira, 9 de agosto, enfatizou sobre a importância da vacinação. A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite para crianças abaixo de 5 anos iniciou na segunda-feira, 8 de agosto, simultaneamente com a Multivacinação para Atualização da Caderneta de menores de 15 anos de idade.

    “A poliomielite já estava erradicada e agora volta com casos em outros países, assim como nós tínhamos erradicado no pais o sarampo que voltou no ano passado com toda a força e, inclusive, com óbitos de crianças”, comenta Marly.

    Nos municípios da região de abrangência da 2ª CRS, o “Dia D” para campanha de multivacinação nas Unidades Básicas de Saúde acontecerá no sábado, dia 20 de agosto, durante os turnos da manhã e tarde. Outras iniciativas devem ser realizadas para oportunizar aos pais e responsáveis horários flexíveis para levarem as crianças até o posto de vacinação.

    O que é a poliomielite

    A poliomielite é uma doença contagiosa aguda causada por um vírus que pode provocar paralisias irreversíveis e fatais. A vacinação é a principal forma de prevenção. O Brasil não detecta casos de poliomielite desde 1989 e, em 1994, recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) a certificação de eliminação da doença. Em todo o mundo, as campanhas de imunização reduziram de centenas de milhares para apenas algumas dezenas o número de casos por ano. Recentemente, porém, a doença reapareceu em alguns países, levantando um alerta.

    Campanha

    A nova campanha busca alcançar ao menos 95% das crianças de 1 a 4 anos de idade. A última vez que isso ocorreu no Brasil foi em 2015, quando as taxas de vacinação começaram a cair. O esquema de proteção contra a poliomielite prevê a aplicação de três doses aos 2, 4 e 6 meses de idade, mediante injeção intramuscular. Depois, a criança deve receber reforço com 15 meses e com 4 anos: essas novas doses são ministradas via oral e simbolizadas pelo Zé Gotinha, personagem criado pelo governo brasileiro na década de 1980 para tornar as campanhas de vacinação amigáveis para o público infantil.

    Já a multivacinação prevê a atualização das cadernetas de crianças e adolescentes, conforme calendário previsto no Programa Nacional de Imunizações (PNI). Dessa forma, são disponibilizadas doses que protegem contra diversas doenças como tuberculose, hepatite, tétano, difteria, meningite, febre amarela, sarampo, rubéola, caxumba, catapora, gripe e covid-19, entre outras.

    Priscila Silveira - Jornalismo Grupo Chiru
    No Ar: Conexão Chiru com Dionatan Menezes 10:00 - 12:00

    FM
    91,1

    Ótimo Dia

    Marcinho San

    09:00 - 11:00

    FM
    104,3

    Empresas & Negócios

    Nelson Buzatto

    10:00 - 11:00

    FM
    107,9

    Conexão Chiru

    Dionatan Menezes

    10:00 - 12:00