Menu

23°

Palmitinho - RS
26° max
18° min

Fechar

23°

Palmitinho - RS
26° max
18° min
  • O Grupo
  • Anuncie
  • Contato
  • Estado organiza fim do ano letivo de 2020 e início do calendário escolar para 2021

    O secretário estadual da Educação, Faisal Karam, afirmou que o Rio Grande do Sul não pode mais ficar sem aulas presenciais, e confirmou o retorno dos alunos às escolas estaduais para março deste ano. Conforme o calendário, as aulas começam em 8 de março para os alunos do Ensino Fundamental 1 (1º ao 5º ano), e no dia 11 para os alunos do 6º ao 9º ano. Dia 15 retornam os estudantes do Ensino Médio e Técnico. Professores e servidores terão de apresentar laudo médico para conseguirem dispensa.

    Ele explicou que a diferença de três dias entre o começo de cada nível é devido à necessidade de adaptação dos alunos, e que 383 municípios se manifestaram favoráveis a um compartilhamento de ações para o retorno presencial, retomando em fevereiro as aulas nas escolas municipais. “Esse intervalo é para que possamos fazer as adaptações necessárias ao protocolo já elaborados e organizar os monitoramentos”, disse.

    Karam afirmou que o ano atípico de 2020 gerou adaptações, o que acelerou o processo de um novo jeito de educação, com letramento digital que poderá ter sequência durante este novo ano e, consequentemente passar a fazer parte do dia-a-dia escolar.

    O secretário lembrou ainda que a volta das equipes de trabalho às escolas será total, independentemente da idade, a menos que o servidor tenha alguma comorbidade comprovada, asma, problemas cardíacos, renal, imunidade baixa no organismo dentre outras doenças. “Neste caso o profissional, seja professor, técnico, ou servidor de escola deverá apresentar o atestado médico. Estamos organizados para que, mesmo com esses afastamentos, não falte profissionais para atender os estudantes. Já estamos com recorde de inscritos no processo seletivo aberto pelo Estado”, comentou Karam.

    As escolas devem trabalhar de acordo com o protocolo sanitário usado pelo Estado, ficando o limite de 50% da capacidade da sala de aula, respeitando a distância entre uma classe e outra de 1m50cm com máscara, e de 2m sem o uso de máscara. Os estudantes terão a temperatura medida na entrada da escola. As instituições poderão optar, de acordo com seus espaços físicos e condições, se as turmas terão aulas presenciais alternadamente, com 50% num período de uma semana, e os outros 50% no outro, ou, se farão o escalonamento em dias alternados”, explicou.

    De acordo com o secretário, 98% das escolas já receberam os equipamentos de proteção individual e o material de higiene e limpeza, um investimento de R$ 16,5 milhões, em quantidade suficiente para os primeiros três meses do ano.

    Encerramento do ano letivo 2020

    As escolas têm até 31 de janeiro para encerrar o ano letivo de 2020. As instituições terão de encaminhar à Secretaria Estadual da Educação (Seduc) relatórios detalhados do conteúdo oferecido ao longo do ano, nas aulas em modo remoto e da situação dos alunos para que seja possível preparar um plano de recuperação, com foco em português e matemática

    Durante o mês de fevereiro, todas as escolas permanecerão fechadas. A Seduc optou por dar férias coletivas aos professores e servidores, que retornarão no início de março para preparar a volta às aulas. Cada colégio definirá como dividir as turmas para que a ocupação das salas de aula seja de no máximo 50%. É possível que uma turma tenha aula presencial em uma semana e remota na outra ou que seja em dias alternados.

    *Com informações Gaúcha/ZH

    Heloise Santi - Jornalismo Grupo Chiru
    No Ar: Conexão Chiru com Gabriel Barbosa 10:00 - 12:00

    FM
    91,1

    Ótimo Dia

    Marcinho San

    09:00 - 11:00

    FM
    104,3

    Empresas & Negócios

    Nelson Buzatto

    10:00 - 11:00

    FM
    107,9

    Conexão Chiru

    Gabriel Barbosa

    10:00 - 12:00