Menu

22°

Palmitinho - RS
34° max
20° min

Fechar

22°

Palmitinho - RS
34° max
20° min
  • O Grupo
  • Anuncie
  • Contato
  • Maioria dos municípios da região ainda não atingiu a meta de vacinação contra a Pólio

    Com previsão de encerramento na próxima sexta-feira, 30, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite registra baixa cobertura vacinal no Rio Grande do Sul, que não atingiu nem 50% do Público estimado. Na região, o índice está um pouco melhor e alcançou 70%, porém, alguns municípios estão com números inferiores a isto e, longe da meta preconizada pelo Ministério da Saúde (MS) que é vacinar 95% do público-alvo.

    Dos municípios de abrangência do Grupo Chiru, apenas Miraguai, Caiçara, Taquaruçu do Sul e Vista Alegre já atingiram a meta do Governo Federal. Os menores índices são registrados em Coronel Bicaco, Palmeira das Missões, Iraí e Vista Gaúcha.

    De acordo com a responsável pelo setor de Imunizações da 19ª Coordenadoria Regional da Saúde (CRS), Ana Cláudia Lanzoni, ainda dá tempo de quem não procurou as salas de vacina de imunizarem crianças e adolescentes. “Quem ainda não foi até a unidade de saúde, dá tempo de ir e atualizar à situação vacinal ou fazer o reforço da vacina da pólio, oral”, comentou.

    O esquema vacinal de poliomielite é composto, atualmente, por duas vacinas: a injetável aplicada em três doses aos dois, quatro e seis meses de vida, e a vacina oral aplicada aos 15 meses e aos quatro anos. Nesta campanha, todas as crianças dessa faixa-etária terão a avaliação de sua situação vacinal para poliomielite. As maiores de um ano que estiverem com seus esquemas vacinais em dia receberão uma dose da vacina oral, a chamada dose D (indiscriminada). Para as crianças que estiverem com seus esquemas de vacinação de poliomielite em atraso, haverá a atualização.

    Ana reitera que a baixa cobertura vacinal poderá reintroduzir o vírus da poliomielite selvagem no país. “Precisamos reduzir a possibilidade de reintrodução da pólio vírus selvagem, que hoje temos uma certificação das Américas livre desse vírus mas, devido as baixas coberturas vacinais registradas nos últimos dois anos existe essa preocupação, porque as pessoas viajam com muita facilidade e há o risco constante de que a reintrodução aconteça sempre que não temos uma boa cobertura vacinal”, reforçou.

    Morador de Frederico Westphalen, Ivaldico Piaia que teve poliomielite com 4 anos de idade faz um pedido aos pais e mães, para que vacinem as crianças. “Eu tive a pólio com quatro anos, além de ficar em coma por 17 hoje eu ando com cadeira de rodas. Por isso eu peço para todos pais, mães, amigos, padrinhos para que levem as crianças até as unidades de saúde mais próximas para vacinar”, contou.

    Índices de vacinação da Pólio nos municípios da região até 27/10

    Alpestre - 71,62%

    Ametista do Sul - 76,52%

    Barra do Guarita - 75,00%

    Boa Vista das Missões – 69,23%

    Bom Progresso - 79,80%

    Caiçara - 101,44%

    Cerro Grande - 92,17%

    Cristal do Sul - 81,16%

    Coronel Bicaco - 54,22%

    Derrubadas - 85,03%

    Dois Irmãos das Missões - 84,35%

    Erval Seco - 67,63%

    Esperança do Sul - 78,79%

    Frederico Westphalen - 67,92%

    Iraí - 53,59%

    Jaboticaba - 87,50%

    Liberato Salzano - 87,59%

    Miraguai - 132,47%

    Novo Tiradentes - 74,51%

    Palmeira das Missões - 55,16%

    Palmitinho - 92,31%

    Pinhal - 91,47%

    Pinheirinho do Vale - 75,57%

    Planalto - 70,42%

    Redentora - 79,86%

    Rodeio Bonito - 92,04%

    Seberi - 84,98%

    Taquaruçu do Sul - 105,74%

    Tenente Portela - 66,54%

    Tiradentes do Sul - 89,41%

    Três Passos - 73,22%

    Trindade do Sul - 81,62%

    Vicente Dutra - 78,29%

    Vista Alegre - 96,58%

    Vista Gaúcha - 59,05%

    Multivacinação

    Em paralelo, ocorre a Campanha de Multivacinação, que busca atualizar a situação vacinal da população até 15 anos de idade, de acordo com as indicações do Calendário Nacional de Vacinação. O objetivo é, além de aumentar as coberturas vacinais, diminuir ou controlar a incidência de doenças imunopreveníveis como o tétano, o sarampo e a febre amarela.

     

    Heloise Santi - Jornalismo Grupo Chiru
    No Ar: Super Sequência com . 00:00 - 07:00

    FM
    91,1

    Madrugada 91

    .

    00:00 - 06:00

    FM
    104,3

    Rede Gaúcha Sat

    .

    00:00 - 05:00

    FM
    107,9

    Super Sequência

    .

    00:00 - 07:00