Menu

21°

Palmitinho - RS
25° max
20° min

Fechar

21°

Palmitinho - RS
25° max
20° min
  • O Grupo
  • Anuncie
  • Contato
  • SC cria comitê para discutir ações de controle da Tuberculose

    Lembrado neste domingo, 24 de março o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. Em Santa Catarian, um evento alusivo a data ocorreu na última sexta-feira, 22 e marcou a criação do Comitê Estadual de Assessoramento nas ações de enfrentamento da Tuberculose no Estado catarinense

    O Comitê terá como objetivo discutir os aspectos relativos ao controle da Tuberculose, a fim de recomendar ações que possam ser incorporadas na política pública visando reduzir a carga da doença no estado. “O objetivo do comitê, que o próprio nome já define, é eliminar a tuberculose como problema de saúde pública. Precisamos deixar claro que estamos falando de eliminação como problema de saúde pública. São muitos exemplos que nos sinalizam para a possibilidade de atuarmos com diferentes frentes para melhorar o diagnóstico, a prevenção e o tratamento tuberculose”, afirma a médica infectologista, Regina Célia Santos Valim, gerente de Vigilância das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), Aids e Hepatites Virais da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC).

    Esse comitê vai ser constituído por várias entidades e sociedade civil e nele vamos discutir todo o problema da tuberculose como saúde pública. “A nossa ideia é extrapolar e passar a trabalhar não só com os profissionais de saúde na conscientização da necessidade de eliminar a doença, mas com todos os parceiros engajados no Comitê”, finaliza Regina.

    No encontro, 24 municípios do estado também foram reconhecidos pela Secretaria de Estado da Saúde por atingir as metas do Ministério da Saúde relacionadas ao diagnóstico, tratamento e prevenção da doença no ano de 2022 e cinco cidades pelo uso de medicações específicas para prevenir a tuberculose.

     Antônio Carlos
    – Campo Belo do Sul
    – Campos Novos
    – Capinzal
    – Concórdia
    – Chapecó
    – Corupá
    – Forquilhinha
    – Itaiópolis
    – Joaçaba
    – Maravilha
    – Massaranduba
    – Monte castelo
    – Ouro verde
    – Pomerode
    – Porto União
    – Rio Negrinho
    – Rio dos Cedros
    – Sangão
    – São Miguel do Oeste
    – Schroeder
    – Taió
    – Três Barras
    – Vitor Meirelles

    Outros cinco municípios foram reconhecidos pela SES pela utilização de Isoniazida 300 mg com Rifapentina 150mg ou 300mg (3HP) para prevenção da tuberculose:

    – Chapecó
    – Criciúma
    – Itajaí
    – Joinville
    – São José

    Tuberculose em SC

    Em Santa Catarina, no ano 2023, foram notificados 2.226 casos novos de tuberculose, o que revela uma incidência de 29 casos por 100 mil habitantes, segundo o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN). O estado atualmente tem uma das menores taxas de óbito do país (1,08 óbitos por 100 mil habitantes). Neste mesmo ano, 80% do total dos casos notificados realizaram teste para HIV e 13,2% são coinfectados TB/HIV. As faixas etárias mais expostas são entre as idades de 20 a 49 anos. O sexo masculino predomina com 67,3% de notificações.

    *Informações Governo SC

    Heloise Santi - Jornalismo Grupo Chiru
    No Ar: Corujão com . 23:00 - 00:00

    FM
    91,1

    Deixa Rolar

    .

    22:00 - 00:00

    FM
    104,3

    Rede Gaúcha Sat

    .

    22:00 - 00:00

    FM
    107,9

    Corujão

    .

    23:00 - 00:00