Menu

29°

Palmitinho - RS
36° max
21° min

Fechar

29°

Palmitinho - RS
36° max
21° min
  • O Grupo
  • Anuncie
  • Contato
  • Grêmio goleia Náutico e garante retorno à Série A do Brasileirão

    Bitello, duas vezes, e Lucas Leiva garantiram a vitória por 3 a 0 nos Aflitos

    Neste domingo, 23 de outubro, o Tricolor goleou o Náutico por 3 a 0, nos Aflitos, e confirmou o retorno à elite do futebol brasileiro. Os gols da partida foram marcados por Bitello, duas vezes, e Lucas Leiva. O resultado recolocou os gaúchos na vice-liderança da Série B.

    O martírio tricolor na segunda divisão acabou. Depois de 318 dias, desde o rebaixamento confirmado contra o Atlético-MG no ano passado, o Grêmio está de volta ao lugar de nunca deveria ter saído. Após ter um início abaixo, com o Timbu criando chances de gol, o Tricolor equilibrou as ações e conseguiu chegar aos gols com naturalidade. Na segunda etapa, a expulsão de Geuvânio facilitou ainda mais o caminho de volta à primeira divisão.

    Com o acesso garantido, o Grêmio volta a campo na sexta-feira para enfrentar o Tombense, às 21h30, em Muriaé (MG), pela 37ª rodada da Série B.

    Bitello encaminha acesso

    Mesmo rebaixado para a Série C, o Náutico começou asssustando o Grêmio em duas oportunidades. Aos 2, Ralph recebeu na entrada da grande área, finalizou de direita e Brenno espalmou para escanteio. Dois minutos depois, o mesmo Ralph fez ótima jogada pela esquerda e finalizou cruzado. O goleiro gremista deu um tapa e colocou pela linha de fundo.

    A primeira chegada do Tricolor aconteceu aos 7. Após erro do Timbu na saída de bola, Guilherme partiu em velocidade pela esquerda e finalizou cruzado. Antes da bola chegar no gol, Anilson cortou e colocou para escanteio. Melhor na partida, os donos da casa voltaram a assustar aos 13 minutos. Após cobrança de escanteio da direita, Arthur Henrique ganhou pelo alto e cabeceou para fora.

    Com dificuldades na partida, o Tricolor quase abriu o placar aos 23. Léo Gomes fez boa jogada pela direita e cruzou na segunda trave para Diego Souza. O camisa 29 desviou de cabeça e Bruno espalmou para escanteio. O assistante marcou impedimento de Lucas Leiva, que estava na jogada e poderia completar para o gol.

    Dois minutos depois, o Grêmio teve nova chance e começou a garantir o retorno para a Série A. Após Diego Souza ajeitar, Léo Gomes bateu de esquerda para grande defesa de Bruno. Na sobra, Bitello soltou o pé e abriu o placar nos Aflitos, 0 a 1.

    Aos 34, Thaciano caiu no gramado com a mão na coxa direita e não conseguiu seguir na partida. Renato promoveu a entrada de Campaz, que protagonizou um lance de ataque três minutos depois. Em jogada pela direita, o colombiano invadiu a área e caiu após choque com o zagueiro do Náutico. O árbitro nada marcou no campo e o VAR também mandou seguir.

    O Tricolor voltou a assustar aos 41. Diego Souza ajeitou para Lucas Leiva, que finalizou de esquerda por cima do gol de Bruno. Foi a última chegada de perigo na primeira etapa.

    O segundo tempo começou de forma positiva para o Grêmio. Aos 6, Geuvânio cometeu falta forte em Kannemann e foi expulso após auxílio do VAR. Com um jogador a mais, ficou mais fácil para os gaúchos.

    Aos 12 minutos, o Tricolor ficou próximo de aumentar a vantagem em Recife. Guilherme recebeu pela esquerda, passou pelo marcador e finalizou para ótima defesa de Bruno. Bem superior no jogo, o Grêmio aumentou a vantagem seis minutos depois.

    Aos 18, Lucas Leiva, presente na Batalha dos Aflitos em 2005, recebeu lindo passe de Bitello e tocou na saída do goleiro para aumentar a vantagem, 0 a 2. O gol foi válido após análise do VAR, já que o assistente havia marcado impedimento. Não deu nem tempo de comemorar o segundo gol e logo saiu o terceiro. Aos 21, Guilherme fez boa jogada pela esquerda e finalizou para a defesa de Bruno. Na sobra, Bitello fuzilou para o fundo das redes, 0 a 3.

    Com a vitória e a vaga garantida para a elite do futebol brasileiro, Renato aproveitou para poupar os principais jogadores. Kannemann, Bitello e Lucas Leiva deixaram o gramado para as entradas de Thiago Santos, Lucas Silva e Elkeson.

    Com um a menos, o Náutico só conseguiu levar perigo aos 32. Após cobrança de escanteio, Arthur Henrique desviou de cabeça e Brenno espalmou para escanteio. O último lance de perigo no jogo aconteceu aos 43 minutos. Em chute de longe, Lucas Silva obrigou o goleiro Bruno a fazer ótima defesa.

    Fonte: Correio do Povo

    Helena Knob
    No Ar: Tá na Hora com Edinei Dal Asta 08:00 - 10:00

    FM
    91,1

    Ótimo Dia

    Marcinho San

    09:00 - 11:00

    FM
    104,3

    Manhã News

    Luciano Belinaso com a participação da equipe de reportagem do Grupo Chiru

    07:15 - 10:00

    FM
    107,9

    Tá na Hora

    Edinei Dal Asta

    08:00 - 10:00