Menu

12°

Palmitinho - RS
16° max
11° min

Fechar

12°

Palmitinho - RS
16° max
11° min
  • O Grupo
  • Anuncie
  • Contato
  • Problemas estruturais não permitem o andamento das obras no HPR de Palmeira das Missões

    Em entrevista ao Grupo Chiru na manhã desta terça-feira, 20 de junho, o Prefeito da cidade, Evandro Massing, disse que são mais de 100 pontos com problemas na obra

    O Hospital Público Regional de Palmeira das Missões, projeto referência em saúde para a região, está enfrentando problemas e não consegue dar sequência nas obras. As obras estão paradas desde novembro de 2022 devido a problemas na estrutura do Hospital.

    Em entrevista ao programa “Manhã News” do Grupo Chiru nesta terça-feira, 20 de junho, o prefeito de Palmeira das Missões, Evandro Massing, atualizou a situação e expôs quais os próximos passos. Segundo ele, a decisão de desembargar a obra se deve a questões estruturais e impasses com a Sial Construções Civil Ltda, construtora responsável pela obra. “É lamentável que uma construtora com o porte da Sial, tenha feito um desserviço desse tamanho, fazendo um prédio com a maior parte dele com problemas estruturais, mas é um desafio que temos pela frente de negociar com a construtora a recuperação disso”, destaca o Prefeito. Ainda de acordo com ele, a própria empresa contratada já teria realizado escoramentos, porém, a prefeitura tem dado sequência ao trabalho em outros blocos.

    Massing ressalta que o trabalho não está parado por falta de verbas, mas por questões técnicas. “Temos hoje na conta da Prefeitura R$15 milhões e mais R$13 milhões empenhados pelo Ministério da Saúde, não é por falta de dinheiro que a obra não está continuando. Ela teve essas intercorrências e agora estamos avaliando todas as situações”, diz.

    Agora, o próximo passo é fazer uma avaliação técnica completa da estrutura. “Estamos nesse momento tratando da contratação dessa empresa para fazer a avaliação especializada completa, já que na avaliação parcial, os números não foram bons. É necessária para ter a solução tecnológica para resolver o problema”. De acordo com o Prefeito, são mais de 100 pontos com problemas dentro da obra que possui 30 mil metros quadrados.

    Atualmente, 54% da obra está concluída e o momento é de resolver as questões com a empresa contratada, fazer a avaliação técnica e dar andamento à obra. “Nosso empenho é total para que a gente consiga o quanto antes resolver essas pendências e retomar a obra. Gostaríamos que a comunidade estivesse ciente do empenho em busca da finalização, pois, sabemos que essa casa de saúde vai resolver problemas de média e alta complexidade da medicina na nossa região”, enfatiza Massing.

    Confira a entrevista completa:

    Helena Knob - Jornalismo Grupo Chiru
    No Ar: Corujão com . 23:00 - 00:00

    FM
    91,1

    Madrugada 91

    .

    00:00 - 05:00

    FM
    104,3

    Rede Gaúcha Sat

    .

    00:00 - 05:00

    FM
    107,9

    Corujão

    .

    23:00 - 00:00