Menu

13°

Palmitinho - RS
18° max
12° min

Fechar

13°

Palmitinho - RS
18° max
12° min
  • O Grupo
  • Anuncie
  • Contato
  • Secretaria de Comunicação emite nota esclarecendo suspensão de financiamento e crédito rural

    Governo informou que nova diretoria do BNDES, de fato, priorizou a alta demanda dos produtores rurais e cooperativas e viabilizou R$ 2,9 bilhões de recursos adicionais

    A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República emitiu uma nota esclarecendo informações divulgadas no início desta semana sobre a suspensão de algumas linhas de crédito do setor agropecuário.

    Segundo o Canal Rural algumas linhas de créditos já haviam sido paralisadas em 2022 e foram retomadas em 1º de fevereiro, com o anúncio de quase R$ 3 bilhões a mais. “Agora, menos de uma semana depois, nove linhas foram congeladas novamente, mas o acesso mesmo não durou três dias. As linhas suspensas foram para o programa crédito agropecuário empresarial de custeio. Linhas de investimento do programa nacional de fortalecimento da agricultura familiar, o Pronaf Investimento, também foram suspensas”, informou o Canal Rural.

    Na nota, a Secretaria de Comunicação Social destaca que o Governo Federal e o BNDES estão cientes das demandas do setor e trabalham continuamente para viabilizar recursos e disponibilizá-los, com a maior brevidade possível. “A nova diretoria do BNDES, de fato, priorizou a alta demanda dos produtores rurais e suas cooperativas e viabilizou R$ 2,9 bilhões de recursos adicionais. Contudo, a procura por crédito foi muito acima do volume disponível no momento, fator que ocasionou o rápido consumo dos recursos pelo setor, dada a total escassez herdada pelo governo atual. Um novo ciclo de abertura de crédito começará, logo que novos recursos estejam disponíveis”, diz o documento.

    CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA

    Para restabelecer a verdade em torno do assunto linha de crédito para o setor agropecuário, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República torna público que o Governo Federal e o BNDES, cientes das demandas do setor, trabalham continuamente para viabilizar recursos e disponibilizá-los, com a maior brevidade possível.

    Esse propósito foi o motor da reabertura, em janeiro de 2023, das linhas de crédito para o setor que foram suspensas ainda em outubro de 2022 pelo governo passado. Foram dois meses sem qualquer recurso, justamente na época em que ele era mais necessário.

    A nova diretoria do BNDES, de fato, priorizou a alta demanda dos produtores rurais e suas cooperativas e viabilizou R$ 2,9 bilhões de recursos adicionais.

    Contudo, a procura por crédito foi muito acima do volume disponível no momento, fator que ocasionou o rápido consumo dos recursos pelo setor, dada a total escassez herdada pelo governo atual. Um novo ciclo de abertura de crédito começará, logo que novos recursos estejam disponíveis.

    Não há qualquer dúvida sobre a importância do crédito e do setor agropecuário para a economia do Brasil. Quem tenta plantar mentiras sobre essa realidade, aposta em uma versão de que o crescimento econômico é inimigo da responsabilidade social e da sustentabilidade. Nada mais errado!

    No ano passado, o Banco, ciente da elevada demanda do setor, havia pleiteado R$ 34,5 bilhões a serem utilizados entre mais de 10 programas de crédito. Mas o Plano Safra do governo passado disponibilizou apenas R$ 19,8 bilhões de limite equalizável. Em 2023, o Governo Federal irá reposicionar o setor agropecuário em seu lugar de prioridade – e de direito.

    * Com informações do Canal Rural

    Jornalismo Grupo Chiru
    No Ar: Boteco da Chiru com Liliane Caratti 19:00 - 21:00

    FM
    91,1

    Clube da 91

    Amanda Busnello

    19:00 - 21:00

    FM
    104,3

    Sessão da Câmara de Vereadores de Palmitinho

    .

    20:00 - 21:00

    FM
    107,9

    Boteco da Chiru

    Liliane Caratti

    19:00 - 21:00