Menu

21°

Palmitinho - RS
33° max
18° min

Fechar

21°

Palmitinho - RS
33° max
18° min
  • O Grupo
  • Anuncie
  • Contato
  • Sicredi Alto Uruguai e UFSM apresentam diagnóstico da região

    Projeto pode ser acessado no site da cooperativa

    Com o objetivo de contribuir no debate e viabilizar alternativas para o desenvolvimento regional, a Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG lançou na terça-feira, 10 de dezembro, o projeto Aceleração Regional.

    A iniciativa realizada em parceria com a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) apresenta um diagnóstico de 31 municípios, que estão na área de atuação da cooperativa. A análise foi apresentada para lideranças, autoridades, empresários e convidados no Salão de Eventos da Sicredi, em Rodeio Bonito.

    O presidente da Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG, Eugenio Poltronieri, afirmou que a missão da cooperativa é acelerar o desenvolvimento regional e este estudo será disponibilizado, gratuitamente, aos municípios que tiverem interesse para estimular as discussões relacionadas a desafios, oportunidades e potencialidades.

    Ao apresentar algumas informações sobre o estudo, o diretor Executivo da Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG, Márcio Girardi disse que a ideia para 2020 é viabilizar seminários municipais, com o objetivo de discutir mais, detalhadamente, os dados levantados na pesquisa.  Girardi informou ainda que a pesquisa iniciou em agosto e no total foram 104 dias úteis de trabalho realizado, 6.240 horas, envolvendo seis pesquisadores. A equipe percorreu neste período 4,7 mil quilômetros e realizou 180 entrevistas.

    Os dados apresentados correspondem aos 18 municípios de abrangência da Sicredi Alto Uruguai no Rio Grande do Sul. Nesta quarta-feira, 11 de dezembro, um evento em Maravilha apresentará as informações relacionadas aos 13 municípios da área de atuação no solo catarinense.

    CONFIRA ALGUNS DADOS DA PESQUISA

    O professor-doutor da UFSM, Nilson Luiz Costa, destacou alguns dados que foram coletados no estudo. Do total da população dos 18 municípios pesquisados, 46% vive na zona rural e 56% na zona urbana. Costa ressaltou que no RS os índices são de 15% e 85% respectivamente.

    Além disso, a maioria da população está em idade ativa – 40% da população está na faixa etária entre 30 anos e 59 anos e 24% entre 15 anos e 29 anos.

    Desta forma, o estudo concluiu que é necessário planejar em alternativas de geração e desenvolvimento de renda, inclusão de jovens, sucessão familiar e empreendedorismo.

    O estudo apontou que entre 2006 e 2017, o número de empresas e outras organizações registradas cresceu 11%. Os municípios que despontam neste ranking são Frederico Westphalen, com 186 novos empreendimentos, Palmitinho, com 149 e Seberi com 101.

    Com relação ao número de empregos formais, também foi registrado aumento – de 13.460 para 22.070.

    No setor agrícola, a suinocultura apresentou crescimento de 129% em 11 anos, passando de 281 mil cabeças para 646 mil cabeças. Sobre a produção de grãos, o cultivo de soja representa 49% da área total cultivada, de milho 26% e de trigo 11%.

    Na área da fruticultura, despontam a produção de laranja (45%) e uva (24%).

    O relatório completo da pesquisa pode ser consultado no site do Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG ou no link abaixo.

    Projeto Aceleração Regional

    * Priscila Nhoatto 

    Jornalismo Grupo Chiru
    No Ar: Corujão com . 00:00 - 06:00

    FM
    107,9

    Corujão

    .

    00:00 - 06:00

    FM
    91,1

    Deixa Rolar

    .

    22:00 - 00:00

    FM
    104,3

    Rede Gaúcha Sat

    .

    00:00 - 05:00